Viajar sozinha dá medo?

“SE DER MEDO, VAI COM MEDO MESMO!”

Uma das coisas que mais me perguntam quando comento das minhas viagens sozinha é sobre os perigos, afinal, você está dependendo inteira e unicamente de você nessa aventura.
É sempre uma nova aventura? SIM. São lugares diferentes, pessoas diferentes, o tempo da viagem, tudo é diferente cada vez que largamos um pedacinho da nossa zona de conforto. E sair dela, inevitavelmente dá medo.
Em termos práticos, listo os perigos e os meus maiores medos de viajar sozinha:

1) Ficar doente: apesar de super independente e aventureira, eu sou uma menina que fica extremamente sensível quando estou doente. Com certeza o meu maior medo viajando sozinha é ter algum problema de saúde e não ter ninguém por perto pra ajudar, pra se preocupar e dizer que vai ficar tudo bem. Sempre encontramos pessoas maravilhosas no caminho, mas vamos combinar que não são aqueles amigos  que fariam de tudo por você, afinal acabaram de te conhecer. P.S.:  não tenho medo de morrer se for indolor, o meu medo é  do sofrimento, da dor, do processo até melhorar.

2) Sofrer com delinqüência: ser mulher não é sinônimo de fragilidade, tampouco só mulheres sofrem com violência,  mas quero explicitar aqui o medo que eu sinto, o sentimento de impotência numa situação em que você se encontrar sozinha e passar por algo tão ruim como um assalto ou assédio. Eu nunca tive uma experiência assim e espero nunca ter, mas já ouvi relatos muito preocupantes sobre situações de risco.

3) Passar sede ou fome: se tem algo que me apavora é fica sem água. Já me imagino em uma trilha onde algum obstáculo paralisa a viagem e tenho que dormir no mato sem água e comida kkkkk. Brincadeiras à parte, quando fui de Santiago a Chiloe de ônibus,  meus 500 mls de água acabaram na primeira hora e restavam ainda 15 hs pela frente. Pensa num desespero, multiplica = eu.

4) Ser presa: ok, não sou muito chegada a cometer delitos, mas sabe aqueles filmes em que você fica preso por engano e não consegue provar sua inocência?  Sozinha deve ser uma situação extremamente apavorante. Costumo me cuidar muito pra não deixar minha bagagem longe de mim a colar os ziperes da mochila a fim de garantir que lá só entre o que eu mesma tenha colocado.

5) Solidão: esse não é um medo enorme que eu tenha, de me sentir sozinha, pois eu costumo passar algum tempo em casa com meus botões e crises existenciais e até que curto. Porém,  como todo mundo pergunta sobre isso como prioridade, resolvi listar. O que acontece é que: quando você viaja sozinha, tem tantas coisas acontecendo ao seu redor e dentro de você,  que nem dá tempo de lembrar que está, de fato, numa jornada solo. Tudo depende de você, é necessário pensar e tomar decisões  o tempo todo,  então a solidão passa desapercebida. Sabe quando você lembra? Quando alguém vem com aquele papo: ” mas sozinha…?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s