Minha paixão pelo carteiro

Meu segundo dia em Ushuaia foi incrivelmente lindo, como se espera de uma véspera de Natal. Eu e Gastón saímos cedo com destino ao Parque Nacional Tierra del Fuego, com um ônibus que custa 300 pesos ida e volta (mas não pagamos! \o/). Fizemos uma pequena parada por onde passa o Trem do Fim do Mundo mas não pude tirar fotos nos trilhos porque o ônibus seguinte estava passando e saímos correndo feito loucos.

20151224102923
A bilheteria do trenzinho escondida ali à direita

Logo na entrada do Parque há uma cafeteria / restaurante onde se pode comer e  ir ao banheiro. Passamos pelo Lago Acigami e caminhamos até o início de duas trilhas: do Cerro Guanaco e do Hito XXIV que é a divisa entre Argentina e Chile.

20151224105843
Lago Acigami

Optamos por subir o Guanaco, onde fizemos uma trilha que era pra levar uns 40 minutos mas levou uma hora e pouco no meu tempo hahaha. A trilha tem grande variedade de plantas típicas da região, como as pequenas orquídeas brancas ou “palomitas” e várias espécies típicas da Patagonia. Uma coisa interessante é que como é muito frio, as plantas levam anos para se decomporem, as folhas que caem em um verão permanecem ali por dois ou três verões consecutivos até desaparecerem no solo, algumas árvores que estão caídas sobrevivem por 50 / 60 anos até morrerem por completo. A composição do cenário e a vista final da trilha até o mirante vale muito a pena!

DSC_1008
Alongando pra descida

 

Retornamos e pegamos outro ônibus até um cruzamento para iniciar outra trilha: desde o Rio Lapataia, fizemos o Paseo de la Isla, Laguna Verde e chegamos ao final da Ruta 3, o Marco que sinaliza o fim da estrada que atravessa as Américas,  desde Ushuaia até o Alaska, onde também fica a conhecida Bahía Lapataia.

DSC_0048

Depois, pegamos outro ônibus desde o fim da Ruta 3 até o cruzamento da Estação do trem para descer à Ensenada Zaratiegui onde fica nada mais nada menos que: a estação postal do Fim do Mundo!

DSC_0057
Chegando no correio mais austral do mundo

Eu tive uma sorte imensa no meu primeiro Couch, pois um amigo do Gastón,  o Lulo,  é o filho do Sr. Carlos, o carteiro do Fim do Mundo, então eu já tinha mandado meu passaporte por ele para carimbar pois não tinha certeza se conseguiria ir até lá. Mas, vendo a minha paixão pelo carteiro do Fim do Mundo, o Gastón me levou lá depois do Parque 🙂
O Sr Carlos é um amor, super querido, bem humorado e caricato. Adorei conhecê-lo e ainda mais grata fiquei pois ele não me cobrou nenhum centavo para carimbar meu passaporte e mandar um postal pra minha família ❤

DSC_0064
Sr. Carlos, o carteiro do Fim do Mundo.

Em seguida, voltamos para casa com Lulo e Fer, os dois filhos do Sr. Carlos. Detalhe: Depois desse dia incrível, à noite comprei um ingresso pra uma festa que não fui porque dormi logo depois da ceia de Natal. #eubaladeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s